Prisão de ventre: por que mulheres sofrem mais com esse problema?


Uma sensação de inchaço na região da barriga, dificuldade para evacuar, mesmo quando está com vontade de ir ao banheiro, e gases em excesso. Quem sofre com prisão de ventre sabe como é incômodo lidar com essas questões no dia a dia.

A prisão de ventre - também conhecida como constipação intestinal - é um problema comum, que atinge cerca de 30% dos brasileiros, principalmente as mulheres. E ao contrário do que muita gente pensa, não se refere somente a quem não consegue ou tem dificuldade de ir ao banheiro. Se a pessoa sente dor ou precisa fazer muito esforço, também pode considerar que sofre com constipação.

Nesse texto, você vai saber quais são os principais sintomas da prisão de ventre, porque esse problema é mais comum entre as mulheres e algumas formas de tratá-la.

O que é a prisão de ventre?

Cada pessoa tem o seu próprio ritmo intestinal e evacua com uma frequência na qual o organismo já está acostumado. Porém, quando esse ritmo fica mais devagar e as idas ao banheiro se tornam mais espaçadas uma da outra, um sinal de alerta é ligado: será que esse é um sintoma de prisão de ventre?

 A prisão de ventre tem como características os seguintes sinais:

  • Duas ou menos evacuações na semana;

  • Fezes ressecadas;

  • Gases em excesso;

  • Alongamento abdominal;

  • Incômodo ao evacuar.

Resumindo: se você sente dificuldades quando vai ao banheiro, sente algum tipo de desconforto e percebe que as suas fezes são endurecidas, pode sofrer de constipação intestinal. Na maioria dos casos, o tratamento é realizado em casa mesmo, de forma simples. Continue a leitura e confira as dicas a seguir.

Por que é mais comum entre as mulheres?

Apesar de ser um problema que pode afetar qualquer pessoa, são as mulheres que costumam sofrer mais com a prisão de ventre. De acordo com especialistas, isso acontece devido às alterações hormonais que acontecem com a mulher ao longo da vida, já que o aumento da progesterona facilita a diminuição do trânsito intestinal, causando constipação durante o período menstrual e mesmo na gravidez. 

De forma geral, a prisão de ventre acontece quando a pessoa ingere poucos alimentos ricos em fibras, como os vegetais e verduras, que facilitam o funcionamento do intestino. Outros fatores que também contribuem para que o intestino se torne mais preguiçoso para funcionar são o sedentarismo e a desidratação. 

Como tratar a prisão de ventre

A boa notícia é que a prisão de ventre é um problema que pode ser tratado com mudança no estilo de vida, muitas vezes sem o auxílio de medicamentos. 

Priorizar o consumo de alimentos ricos em fibras é um dos passos mais importantes. Frutas como mamão e ameixa, que funcionam como laxantes naturais, ajudam a melhorar o funcionamento do intestino. Incluir farelo de aveia na alimentação também contribui para essa mesma finalidade.

Como a desidratação é um fator que ajuda o intestino a funcionar mais devagar, nada como tomar muita água ao longo do dia ou mesmo sucos naturais e chás. O importante é ingerir bastante líquido para que o organismo funcione da melhor forma.

A prática de atividade física também é importante para melhorar a prisão de ventre. Ao movimentar o corpo caminhando, dançando, nadando ou fazendo a atividade que você mais gosta, estará movimentando a região do abdômen e favorecendo o trânsito intestinal.

Em casos mais graves de prisão de ventre, o uso de supositórios e laxantes pode ser recomendado pelo médico para facilitar a eliminação das fezes. Prefira o tratamento natural feito com alimentos, consumo de água e prática regular de atividade física, e só tome medicamentos se o médico recomendar. 

Viu como a boa alimentação, a prática de atividade física e o consumo de água são benéficos para a saúde, inclusive em casos de prisão de ventre? Aposte nisso para viver de forma mais saudável e não sofrer com nenhum tipo de problema no dia a dia.

Crédito da imagem: bymuratdeniz - iStock

--

Gostou dessas dicas? Para conferir mais como essas, não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Tem algum assunto que você gostaria de ver por aqui? Fale com a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!

Confira mais

5-produtos-de-beleza-mais-usados-pelas-mulheres

5 produtos de beleza mais usados pelas mulheres

Hoje é um dia muito importante para todas as mulheres e a beleza está sempre no dia a dia delas. Selecionamos 5 produtos que não podem faltar para uma mulher!

dia-mundial-da-saude-bucal-4-dicas-para-cuidar-bem-do-seu-sorriso

Dia Mundial da Saúde Bucal: 4 dicas para cuidar bem do seu sorriso!

Preparamos quatro dicas incríveis para que você fique em dia com o seu sorriso e possa mantê-lo sempre lindo e saudável. Confira em nosso blog de hoje!

5-exercicios-para-idosos-praticarem-em-casa

5 exercícios para idosos praticarem em casa

Selecionamos 5 exercícios fáceis para idosos, que podem ser praticados em casa durante esse período de isolamento social! Confira as dicas no post de hoje.

dia-internacional-da-sindrome-de-down

Dia Internacional da Síndrome de Down

Você sabia que a síndrome de Down não é uma doença, mas uma alteração genética que acontece devido a um erro na divisão celular do óvulo?

dia-mundial-do-rim-por-que-sao-importantes-e-como-cuidar-deles

Dia Mundial do Rim: por que são importantes e como cuidar deles?

Hoje é celebrado o Dia Mundial do Rim, por isso separamos algumas informações para ajudar você a mantar sua saúde em dia. Fique sabendo!

salto-de-desenvolvimento-como-identificar-se-o-bebe-esta-passando-por-um

Salto de desenvolvimento: como identificar se o bebê está passando por um?

Quer saber mais como identificar cada salto de desenvolvimento no seu pequeno? Confira algumas dicas que separamos nesse post!

Veja Mais Postagens