Janeiro branco

Janeiro Branco: mês da saúde mental e a atenção com os idosos

O cuidado com a saúde mental é algo que deve ser acompanhado durante toda a vida. No entanto, é comum encontrar idosos que carregam estresse, traumas e situações mal resolvidas, levando a distúrbios psicológicos mais complicados. 

À medida que envelhecemos, é comum ver mudanças e alterações tanto no corpo quanto na mente. O esquecimento, em geral, é normal, mas a depressão persistente, ansiedade, perda de memória ou outros problemas cognitivos podem ser sinais de algo mais sério.

Aproveitando o mês da saúde mental, apontamos as dificuldades enfrentadas com relação a saúde mental dos idosos e também alguns dos principais problemas como depressão e Alzheimer.

Saúde mental dos idosos e as dificuldades enfrentadas

Segundo a Organização Mundial da Saúde, os transtornos mentais afetam aproximadamente 15% da população com mais de sessenta anos, e esse número tende a  aumentar substancialmente à medida em que a população envelhece.

Apesar do que as estatísticas revelam, pode ser um pouco difícil entender os problemas de saúde mental entre os idosos por conta dos  desafios de saúde e vida relacionados à idade. Um grande problema no diagnóstico e tratamento é que essas pessoas têm maior probabilidade de relatar problemas físicos do que psicológicos. Muitas vezes, os sintomas são atribuídos a outras condições de saúde ou mudanças no estilo de vida.

Isso pode ser devido ao tabu associado aos problemas de saúde mental ou simplesmente porque o indivíduo não é capaz de explicar o que está enfrentando. No entanto, mesmo o estresse emocional e físico típico associado ao envelhecimento pode levar à depressão ou ansiedade.

Alguns possíveis gatilhos para doenças mentais em idosos incluem:

  • Dor ou doença crônica;
  • Insuficiências físicas como tireoide que afeta emoções, pensamentos ou memória;
  • Deficiências físicas;
  • Solidão;
  • Mudanças importantes na vida;
  • Luto;
  • Certos medicamentos;
  • Consumo excessivo de álcool ou de drogas;
  • Desnutrição/má alimentação.

Problemas que afetam a saúde mental dos idosos

Depressão

A mudança no estilo de vida, perda de parentes próximos, diminuição nas atividades e outros fatores que ocorrem nessa fase da vida são os principais causadores da depressão. Esse distúrbio afeta negativamente o estado de saúde e qualidade de vida dos idosos.

Seus principais sintomas incluem tristeza contínua, problemas para dormir, perda de peso e de apetite, diminuição da concentração, perda de memória e queixas somáticas como dores no corpo e desconforto físico.

Ansiedade

Na maioria das vezes, a ansiedade é uma reação natural que o corpo humano ativa para enfrentar o stress do dia a dia. No entanto, quando isso se torna um medo irracional excessivo, desenvolvimento de fobias e ataques de pânico, então isso significa que ela passou de patológica para um transtorno. 

Ansiedade excessiva, que causa angústia e interfere nas atividades diárias, não faz parte do envelhecimento e pode levar a diversos problemas de saúde, além da diminuição do funcionamento na vida cotidiana. 

Transtorno bipolar

Caracterizada por mudanças incomuns de humor, o transtorno bipolar faz com que a pessoa reaja de maneira exagerada ou incompatível com algumas situações, podendo tanto ter desequilíbrios de maneira positiva (eufórico) como negativo (depressivo).

Alguns indícios que podem indicar esse distúrbio mental incluem impulsividade, euforia, humor expansivo e irritável, distração facilitada e problemas cognitivos como problemas de memória, resolução de problemas, perda de julgamento e perda de percepção.

Demência

A demência é uma síndrome, geralmente de natureza crônica ou progressiva, na qual há deterioração da memória, pensamento, comportamento e capacidade de realizar atividades cotidianas. 

É provocada por lesões no cérebro, perturbando as funções intelectuais da pessoa como a consciência, elaboração da fala, movimentos, memória e aprendizagem. Como essas lesões podem ser originadas por diferentes situações, suas manifestações também podem ser distintas, dependendo da região afetada.

Alzheimer

O Alzheimer é a forma mais comum de demência e é uma condição irreversível que causa a morte de células no cérebro que controlam a memória, podendo afetar também a linguagem e noção de orientação do indivíduo.

Alterações neurológicas como problemas na fala, função motora e compreensão são alguns dos principais sintomas. Além disso, também pode haver mudança no comportamento envolvendo surtos de raiva, depressão, obsessão e desconfianças.

Se você quer mais dicas sobre saúde, prevenção e qualidade de vida não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Gostaria de dar uma sugestão ou ver algum assunto por aqui? Conte para a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!