Dezembro Laranja: mês de alerta para o câncer de pele


O Brasil registra aproximadamente 180 mil novos casos de câncer de pele por ano, de acordo com dados levantados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA). Esses números são preocupantes, já que a doença corresponde a 27% de todos os tumores malignos do país. 

“Os números de incidência do câncer de pele são maiores do que os cânceres de próstata, mama, cólon e reto, pulmão e estômago. Por isso a importância da prevenção, começando desde pequeno, os hábitos de exposição solar na infância são capazes de influenciar na saúde do envelhecimento da pele e no surgimento do câncer de pele na fase adulta”, explica a médica especialista em dermatologia, Flávia Villela.

O câncer de pele

Este tipo de câncer é provocado pelo crescimento anormal das células que compõem a pele. Existem diferentes tipos que podem se manifestar de formas distintas. 

Carcinoma basocelular: o mais comum, cerca de 80% dos casos, pode ser mais agressivo localmente, porém - normalmente - apresenta uma evolução mais lenta. Pode-se apresentar como uma pinta, mancha, nódulo ou ferida na pele.

Carcinoma espinocelular: com origem na camada mais superficial da pele também pode aparecer em mucosas e até em áreas de cicatrização prolongada, como uma ferida que nunca fecha. Mais comum surgir nas áreas do corpo que ficam mais expostas ao sol, como rosto, orelhas, lábios, pescoço e dorso da mão. Às vezes é até necessário radioterapia no complemento do tratamento.

Melanoma: o menos frequente, representa 3% dos cânceres de pele no Brasil, porém é o mais agressivo, com risco de metástase. O prognóstico pode ser bom se descoberto na fase inicial. Devido aos novos medicamentos e a detecção precoce da doença, houve uma melhora na sobrevida desses pacientes nos últimos anos.

Fatores de risco

De acordo com a Dra. Flávia, qualquer um de nós pode desenvolver um câncer de pele, porém existem pessoas mais propensas como as de pele, cabelos e olhos claros, indivíduos com histórico familiar de câncer de pele, múltiplas pintas pelo corpo e pacientes imunossuprimidos e/ou transplantados. “É preciso prestar a atenção em pintas que crescem, manchas que aumentam, sinais que se modificam ou feridas que não cicatrizam pois podem revelar o câncer de pele”, explica a médica.

Como se prevenir? 

O raio UVA, mais relacionado ao fotoenvelhecimento (surgimento de manchas e rugas), está presente de forma contínua durante o dia, enquanto o raio UVB, mais ligado ao câncer de pele, tem sua concentração maior entre 10 e 16 horas. 

Evitar o sol entre 10h e 16h não é a única forma de se prevenir o câncer de pele. A melhor prevenção é o uso correto de filtro solar, ao longo do dia, associado a proteções físicas como roupas e chapéus. Listamos algumas dicas para você incluir no seu dia a dia:

  • Usar filtro solar diariamente, mesmo que em dias nublados, e reaplicá-lo a cada duas ou três horas ou antes se houver suor excessivo e atividades em água.

  • Recomenda-se aplicar protetor nas seguintes quantidades:

  • 1 colher de chá para rosto, pescoço e couro cabeludo; 

  • 1 colher de chá para a parte da frente do tronco e 1 colher de chá para a parte de trás; 

  • 1 colher de chá para cada braço; 

  • 1 colher de chá para a parte da frente de cada perna e 1 colher de chá para a parte de trás de cada perna.

  • Aplicar filtro solar adequado ao seu fototipo:

  • Pessoas de fototipo 1 ou 2 (pele clara, olhos claros, que sempre se queimam e nunca se bronzeiam) precisam de uma fotoproteção de no mínimo FPS 50;

  • Pessoas de fototipo 3 ou 4 (pele clara e cabelos castanhos ou pele mais morena e cabelos castanhos, que se bronzeiam e nem sempre se queimam) necessitam de fotoproteção entre FPS 30-50;

  • Pessoas de fototipo 5 e 6 (peles morenas mais escuras e negras) apresentam fotoproteção eficiente com FPS 30.

Lembrando que esses fatores são suficientes desde que se aplique o filtro em quantidades adequadas.

  • Aplicar o filtro solar mesmo embaixo do guarda-sol que oferece uma proteção de no máximo FPS 7, de modo que só ele não é suficiente para proteger a pele dos danos solares.

  • Não usar o mesmo filtro solar por vários verões, pois os componentes se deterioram com o tempo, perdendo o seu efeito de proteção.

  • Evitar ao máximo queimaduras solares durante a infância. Um dos fatores de risco para o desenvolvimento de melanoma é a ocorrência de queimaduras solares importantes, principalmente com formações de bolhas, portanto, é essencial a proteção solar adequada das crianças quando expostas ao sol.

  • Não esquecer de aplicar o filtro solar em áreas mais escondidas como axilas, pescoço, orelhas, região inguinal, cotovelos e pés.

Proteja-se durante o verão e fique saudável por muito mais tempo!

Crédito de imagem: Aja Koska

--

Gostou dessas dicas? Para conferir mais como essas, não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Tem algum assunto que você gostaria de ver por aqui? Fale com a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!

Confira mais

Check-up: você já fez o seu?

Estamos no início do ano, um período ótimo para organizar a vida, as pendências e agendar aquela consulta médica para fazer um check-up completo!

5 principais doenças de pele, cabelos e unhas comuns entre as crianças no verão

Crianças não estão imunes a doenças de pele, cabelo e unhas que costumam atingi-las principalmente no verão. Saiba quais são no post de hoje!

Saiba quais atividades físicas são indicadas para cada fase do ciclo menstrual

O ciclo menstrual é marcado por diferentes flutuações hormonais. Confira algumas dicas de atividades para cada um deles!

Dicas para educar seu filho respeito e empatia, sem tapas e gritos

Educar os filhos não é uma tarefa fácil, mas deve ser feita sem o uso da violência, seja física ou verbal. Confira sugestões que separamos especialmente!

5 condições que podem causar irritação vaginal

Para as mulheres, é fundamental ter atenção e uma série de cuidados com a saúde íntima. Saiba mais sobre o que pode causar irritação íntima.

Brancos e lindos: saiba como cuidar dos cabelos grisalhos

Sabia que alguns cuidados especiais são importantes para manter os cabelos grisalhos sempre lindos? Confira algumas dicas especiais que trouxemos hoje!

Veja Mais Postagens