Como prevenir quedas dos idosos em casa

Cair não é algo incomum, pode acontecer diversas vezes ao longo de nossas vidas. Desde pequenos, acidentes acontecem, porém quando ficamos mais velhos, as quedas vão se tornando um perigo cada vez maior. Isso acontece porque o organismo vai, naturalmente, ficando mais frágil e, com isso, as consequências dos acidentes se tornam mais graves. 

Para os mais velhos, as consequências de uma queda vão desde fraturas, redução da capacidade funcional, institucionalização precoce, isolamento social, depressão e até, em alguns casos, morte. Falando sobre lesões que podem ocorrer, a pior de todas é a fratura do fêmur, porque esse é o maior osso do corpo humano e tem uma alta probabilidade de impactar na qualidade de vida. 

De acordo com dados coletados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), as quedas dos idosos são a principal causa de acidentes em pessoas com idade superior a 60 anos e entre 5% a 10% são lesões graves. Os estudos ainda apontam que, no Brasil, 30% caem pelo menos uma vez por ano e, quanto mais caem, maior o medo de cair novamente. 

Quais as causas das quedas dos idosos?

Existem diversos fatores relacionados a essas quedas, eles podem ser relacionados à baixa visão, enfraquecimento muscular e alterações no equilíbrio, coisas que acontecem naturalmente conforme a idade avança, mas também podem estar relacionadas a doenças como Parkinson, demência, quadro confusional, artrose entre outras. 

Além dos elementos individuais, há o fator ambiental, como pisos escorregadios, escadas sem corrimão, sinalização deficiente, ambientes com pouca iluminação, obstáculos no caminho como móveis baixos, fios, cadeiras, camas, vasos sanitários muito baixos e falta de apoios para sentar e levantar. Todos essas são razões que podem causar acidentes facilmente. 

É comum que as quedas dos idosos ocorram dentro de casa ou em ambientes familiares, geralmente durante as atividades cotidianas como caminhar, subir escadas, ir ao banheiro,  tomar banho entre outras. Isso quer dizer que, mesmo os locais que não aparentam perigo ou oferecem riscos à saúde são capazes de se tornar perigosos, já que os mais velhos podem apresentar oscilações na visão, no equilíbrio e, até mesmo, na audição.

Além de tudo isso, alguns medicamentos também podem facilitar uma ocorrência. Por exemplo, anti-hipertensivos que provocam uma queda brusca na pressão arterial e, com isso causar tonturas, principalmente se ingeridos da maneira errada. 

Dicas para prevenir as quedas dos idosos

SALAS E CORREDORES

  • Evite deixar pequenos objetos espalhados pelo chão como brinquedos, fios e  extensões elétricas que cruzam o caminho;
  • Instalar luzes com sensor de movimento nos locais onde a luminosidade é menor, além de barras de apoio para ajudar;
  • Retire pequenos móveis que possam se tornar barreiras ao livre acesso entre os locais da casa;
  • Fuja de sofás muito baixos e macios para reduzir a dificuldade para se levantar; 
  • Use cadeiras altas e com apoio nos braços;
  • Se tiver escadas, não deixe objetos nos degraus, tenha corrimão dos dois lados, fitas antiderrapantes e interruptores na parte superior e inferior.

COZINHA E ÁREA DE SERVIÇO

  • Não tenha armários muito altos que necessitem de bancos ou escadas para alcançar objetos;
  • Elimine tapetes que possam causar escorregões;
  • Limpar imediatamente qualquer vestígio de líquido, gordura ou comida que estiver no chão;
  • Nunca utilize produtos que deixem o chão escorregadio.

BANHEIROS

  • Aumente a altura do vaso sanitário, com um elevador de assento, e coloque barras de apoio laterais e paralelas para facilitar a movimentação;
  • Para a hora do banho, as barras também são necessárias e, ainda, substitua o box de vidros por cortinas, utilize tapetes antiderrapantes e emborrachado e facilite a movimentação;
  • Sempre tenha uma cadeira resistente dentro do box, caso o idoso tenha dificuldade de se manter de pé;
  • Procure usar lâmpadas brancas que permitam que o ambiente fique mais iluminado.

QUARTO DE DORMIR

  • Procure manter o interruptor de luz ou um abajur ao lado da cama para não ser necessário levantar no escuro;
  • Caso tiver tapetes, prenda-os ao chão;
  • Camas muito baixas, assim como os sofás, aumentam a dificuldade na hora de levantar ou deitar, ocasionando uma possível queda;
  • Opte por armários com portas leves e maçanetas grandes, que facilitam a abertura;
  • Organizar as roupas dentro dos armários de forma que elas sejam fáceis de acessar;
  • Não deixar objetos e roupas espalhados pelo chão do quarto.

ATITUDES PREVENTIVAS QUE PRECISAM SER TOMADAS

Acomodar a casa às necessidades do idoso é essencial, porém também há atividades que precisam ser incorporadas na rotina que funcionam como prevenção para quedas. Elas são:

  • Fazer exames oftalmológicos e físicos anualmente;
  • Ingerir as quantidades adequadas de cálcio e vitamina D;
  • Expor-se ao sol diariamente por 15 minutos, antes das 10h ou depois das 16h, sem protetor solar;
  • Praticar atividades físicas que desenvolvam agilidade, força, equilíbrio e coordenação;
  • Usar calçados antiderrapantes e manter o cadarço sempre amarrado;
  • Não andar pela casa apenas com meias nos pés;
  • Usar chinelos que fiquem firmes nos pés;
  • Evitar ingerir bebidas alcoólicas em excesso;
  • Manter todos os medicamentos rotulados e guardados em um local adequado de armazenamento.

O mais importante é sempre estar atento à sua saúde ou dos idosos com quem você convive para garantir a melhor qualidade de vida. 

Se você quer mais dicas sobre saúde, prevenção e qualidade de vida não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Gostaria de dar uma sugestão ou ver algum assunto por aqui? Conte para a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!