Tudo que você precisa saber sobre a asma!


A asma é a quarta maior responsável por casos de internação no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI). Vamos falar tudo que você precisa saber sobre ela e como controlá-la.

O que é asma?

A asma é uma inflamação das vias respiratórias, cuja causa pode ser alérgica ou não alérgica. A primeira é a mais comum e atinge, principalmente, crianças, sendo desencadeada por fatores como poeira, ácaros, fungos e pólen. A segunda atinge mais os adultos e é causada principalmente por exercícios, ansiedade, estresse e ar frio ou seco. Os sintomas não mudam e incluem a falta de ar, chiado, dor e sensação de aperto no peito e tosse.

Quando não tratada, a asma é capaz de causar uma série de complicações como: capacidade reduzida de se exercitar, insônia, alterações permanentes no funcionamento dos pulmões, tosse persistente, dificuldade para respirar a ponto de precisar de ventilação, hospitalização e até mesmo morte. 

Como funciona o tratamento?

Normalmente, são indicados dois tipos de tratamento:

  • Sintomático (ou de resgate): para os momentos de surto da doença no qual são utilizados os broncodilatadores, medicamentos que aumentam os brônquios, permitindo maior facilidade na respiração.

  • Controle (ou anti-inflamatório): opção com o objetivo de reduzir os sintomas e manter a situação estável no qual são empregados os corticoides inalados isolados ou associados a broncodilatadores de longa duração e, ainda, os antileucotrienos que promovem a abertura das vias respiratórias. 

Como ter mais qualidade de vida convivendo com a asma?

Confira algumas dicas que a ASBAI recomenda para conter a asma: 

  • Aprender a entender e reconhecer um acesso de asma bem no seu início;

  • Observar os sinais de que um ataque está piorando e se é preciso ir à emergência;

  • Procurar conhecer causas e afastá-las se possível. Para isso, é necessário mudar hábitos pessoais e da família;

  • Saber quais são os cuidados para crises e para controle: para que servem, efeitos colaterais e como usá-los adequadamente;

  • Acompanhar sua função pulmonar. Uma boa ajuda é medir o pico do transtorno;

  • Condicionamento respiratório e fisioterapia em casos indicados;

  • Executar medidas de higiene do ambiente, evitar elementos desencadeantes (alérgicos ou não) e identificar rapidamente o desequilíbrio da doença.

A asma e a covid-19

Pacientes com asma são considerados parte do grupo de risco, tendo mais chances de desenvolver o quadro grave da covid-19. Assim, a ASBAI incentiva aos asmáticos a continuarem com o tratamento medicamentoso e, em caso de dúvidas, buscar auxílio médico. 

--

Gostou dessas dicas? Para conferir mais como essas, não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Tem algum assunto que você gostaria de ver por aqui? Fale com a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!

Confira mais

Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais: tudo que você precisa saber sobre a doença

Como forma de aumentar a conscientização sobre essa doença ao redor do mundo, em 2010 a Organização Mundial de Saúde (OMS) criou a data..

Semana Mundial da Amamentação e a importância do leite materno

Seus principais objetivos são: promover, incentivar e motivar o aleitamento materno por meio do aumento ao acesso às informações sobre o assunto.

Deixar o cabelo preso por muito tempo pode trazer problemas?

Manter os cabelos presos pode ser uma alternativa muito mais prática para evitar incômodos. Mas, o penteado tem suas desvantagens.

Os quatro meses do bebê. O que esperar?

Dando continuidade na nossa série sobre o desenvolvimento dos bebês, chegamos ao quarto mês. Confira as transformações dessa fase!

Nada basiquinha: o colorido veio para dominar o olhar!

Chega daquele esfumado tradicional, a moda agora é apostar em sombras coloridas e formatos diferentes para destacar e tornar seu rosto uma obra de arte.

Dores no inverno? Veja dicas para diminuí-las durante a estação

A mudança de temperatura realmente causa desconforto, tanto muscular quanto articular, ainda mais depois de uma certa idade na qual esses problemas pioram.

Veja Mais Postagens