Doença comum na infancia

Doenças mais comuns na infância e como tratá-las

Na infância, o corpo ainda está se formando e ainda não está adaptado para o mundo que nos rodeia. O sistema imunológico de uma criança ainda não foi exposto a muitos germes e bactérias, ficando mais propenso à infecções e doenças do que um adulto, que já acumulou essa resistência ao longo dos anos. 

Por isso, além dos resfriados e gripes, também existem outras doenças que são comuns, mas que ainda assim exigem atenção, principalmente em relação ao calendário de vacinação. Por isso, revelamos quais são elas e também algumas formas de evitá-las. Confira!

Sarampo

O sarampo é uma infecção altamente contagiosa causada por um vírus que se espalha pelo ar. Seus principais sintomas incluem febre, dores no corpo, olhos avermelhados e sensação de cansaço. Já no terceiro ou quarto dia da doença, podem surgir erupções na pele e manchas avermelhadas.

A melhor maneira de se proteger e também evitar que as crianças se contaminem com essa doença é por meio da vacinação que faz parte da rotina de imunização infantil. 

Conjuntivite

Essa inflamação leva à vermelhidão, secreção amarelada, visão embaçada e sensação de areia nos olhos. Geralmente, a conjuntivite é causada por uma infecção bacteriana que deve ser tratada com colírio ou, em casos mais graves, medicamento prescrito por médico especialista. 

O ideal é a que a criança não fique em contato com outras para que não dissemine a doença. Além disso, também deve higienizar bem as mãos, evitando tocar nos olhos, e não compartilhar toalhas de rosto, travesseiros e fronhas.

Catapora

A catapora (também conhecida como varicela) é outra doença muito comum na infância que pode ser evitada com a vacinação. Os sintomas incluem coceira e manchas vermelhas por todo o corpo, além de febre, perda de apetite, dor de cabeça e de garganta. 

Para crianças saudáveis ela pode não apresentar nenhum problema de saúde grave, porém é necessário que o pequeno fique de repouso e em observação, pois problemas no sistema imunológico podem dificultar o combate da infecção.

Depois de pegar catapora uma vez, dificilmente você terá de novo. Para tratar a doença, incentive a criança a não coçar, para que nenhuma bactéria entre na pele, e procure um médico. Ele irá recomendar cremes e pomadas para ajudar a aliviar a coceira. 

Caxumba

Graças à vacinação, a caxumba deixou de ser uma das doenças mais comuns na infância e tem se tornado cada vez mais rara. Porém, muitas crianças que não receberam a devida imunização ficam expostas a essa infecção viral extremamente contagiosa. 

O seu principal sintoma é o inchaço no rosto, mais especificamente abaixo das orelhas. Ali, ficam as glândulas parótidas, responsáveis pela produção de saliva. Essa região pode ficar dolorida por 1 a 3 dias, fazendo com que mastigar e engolir seja mais doloroso.

A caxumba se espalha pela saliva e secreções do nariz. A infecção também pode se espalhar pelo contato com a saliva contaminada ao compartilhar brinquedos que estiveram na boca, beijando ou dividindo um copo.

Gripes

Quando falamos em gripe, essa também entra na lista de doenças mais comuns na infância. Todos os anos, especialmente entre o outono e o inverno, as crianças costumam apresentar sintomas como tosse, dores de garganta e musculares, além de picos abruptos de febre. Isso acontece porque o vírus da gripe muda de ano para ano, fazendo com que as pessoas possam contrair a doença mais de uma vez.

A maioria se recupera sem problemas graves, mas caso apresente sintomas mais sérios por um tempo prolongado, é essencial procurar um médico ou levar a criança para um pronto-socorro. A gripe pode ser prevenida por meio da imunização e é importante que todos os membros da família se protejam para que a doença não se espalhe.

Mantenha as doenças mais comuns na infância afastadas

Algumas das doenças que citamos nessa lista podem ser prevenidas com a imunização adequada. Por isso, o ideal é acompanhar a caderneta de vacinação das crianças, sempre ficando atento às campanhas dos postos próximos da sua residência. Nunca negligencie a prevenção e proteção dos pequenos. 


Gostou dessas dicas? Para conferir mais como essas, não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Tem algum assunto que você gostaria de ver por aqui? Fale com a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!