Dia Nacional e Mundial da Psoríase: diga não ao preconceito


O dia 29 de outubro é dedicado à conscientização da psoríase, doença inflamatória da pele que caracteriza-se por lesões na derme as quais surgem, normalmente, no couro cabeludo, joelho e cotovelo. De cor avermelhada e descamada, essa patologia não tem cura, mas há diversos tratamentos para que o paciente tenha uma boa qualidade de vida. 

Infelizmente, quem tem essa enfermidade ainda sofre muito preconceito. Muitas pessoas evitam o contato com medo de ser uma doença contagiosa, o que não é verdade. A condição não é transmissível e o Dia Nacional e Mundial da Psoríase demonstra a importância de torná-la mais conhecida para acabar de vez com o preconceito. 

Sintomas e tipos da psoríase

Entre os sintomas da psoríase estão: manchas vermelhas com escamas  esbranquiçadas e secas; pele ressecada,  rachada e com sangramento; coceira, queimação junto a dor; inchaço e rigidez nas articulações do corpo.

A psoríase possui diferentes tipos com sintomas característicos. Segundo o Ministério da Saúde são eles:

  • Psoríase em placas ou vulgar: forma mais comum dessa enfermidade. Aparecem como lesões secas, avermelhadas com escamas prateadas ou esbranquiçadas;

  • Psoríase ungueal: atinge as unhas das mãos e dos pés com feridas;

  • Psoríase do couro cabeludo: lesões de cor avermelhada que surgem nessa região;

  • Psoríase gutata: pequenas feridas em formas de gotas surgem no corpo, geralmente no tronco, braços, pernas e no couro cabeludo. 

  • Psoríase invertida: aparece nas áreas úmidas como axilas, virilhas, embaixo dos seios e ao redor dos genitais. São erupções inflamadas e vermelhas; 

  • Psoríase pustulosa: esse tipo surge como manchas ou bolhas com pus, em todas as partes do corpo ou em áreas menores como mãos, pés ou dedos.

  • Psoríase eritrodérmica: é o tipo menos comum. As manchas vermelhas podem coçar e arder com grande intensidade, geralmente são desencadeadas por queimaduras graves e infecções.

  • Psoríase artropática: causa inflamação e descamação na derme junto a fortes dores nas articulações. 

Tratamento

A psoríase possui tratamento, o qual depende da gravidade do quadro de cada paciente. Em situações leves, cabe hidratar a pele com produtos específicos prescritos pelo médico, além de medicamentos e controle na exposição ao sol para não intensificar o quadro, mas obtendo a vitamina D necessária ao organismo. 

Com relação aos quadros moderados, são indicados a exposição à luz ultravioleta A ou B combinada com medicações via oral ou injetáveis.

A psoríase não tem cura, mas seu tratamento propicia melhor qualidade de vida aos portadores. A reincidência das manchas pode também ocorrer devido a questão emocional, quando a pessoa fica muito ansiosa ou estressada, o que faz a doença surgir novamente. Por isso, dependendo do quadro de saúde, o acompanhamento de um psicólogo e a prática de exercícios físicos podem ajudar.

--

Para combater o preconceito e medo das pessoas sobre a psoríase, a conscientização é extremamente necessária. Por isso, o Dia Nacional e Mundial da Psoríase possui esse papel e importância na sociedade. 

Crédito da imagem: PAULandLARA

--

Gostou dessas dicas? Para conferir mais como essas, não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Tem algum assunto que você gostaria de ver por aqui? Fale com a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!

Confira mais

5 condições que podem causar irritação vaginal

Para as mulheres, é fundamental ter atenção e uma série de cuidados com a saúde íntima. Saiba mais sobre o que pode causar irritação íntima.

Dicas para educar seu filho respeito e empatia, sem tapas e gritos

Educar os filhos não é uma tarefa fácil, mas deve ser feita sem o uso da violência, seja física ou verbal. Confira sugestões que separamos especialmente!

Check-up: você já fez o seu?

Estamos no início do ano, um período ótimo para organizar a vida, as pendências e agendar aquela consulta médica para fazer um check-up completo!

5 principais doenças de pele, cabelos e unhas comuns entre as crianças no verão

Crianças não estão imunes a doenças de pele, cabelo e unhas que costumam atingi-las principalmente no verão. Saiba quais são no post de hoje!

Brancos e lindos: saiba como cuidar dos cabelos grisalhos

Sabia que alguns cuidados especiais são importantes para manter os cabelos grisalhos sempre lindos? Confira algumas dicas especiais que trouxemos hoje!

Saiba quais atividades físicas são indicadas para cada fase do ciclo menstrual

O ciclo menstrual é marcado por diferentes flutuações hormonais. Confira algumas dicas de atividades para cada um deles!

Veja Mais Postagens