Cuidados com a pele em cada fase da vida


Ao longo dos anos, nosso corpo passa por mudanças, por uma série de motivos. “Isto acontece por causa dos fatores naturais de envelhecimento como alterações hormonais e modificações na produção de proteínas do organismo, mas pode ser acelerado por fatores externos como radiação solar, poluição do dia a dia, tabagismo, má alimentação, consumo de bebidas alcoólicas, doenças e determinados estilos de vida”, explica o Dr. Sérgio Palma, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Não existe uma idade ideal para começar os tratamentos dermatológicos, mas é importante fazer a manutenção sempre, independentemente da idade. Uma rotina saudável é fator chave para garantir uma pele saudável e bonita por toda a vida. Alguns cuidados importantíssimos, que devemos incorporar religiosamente no dia a dia são: uso de protetor solar, limpeza adequada - tirando todos os resquícios de maquiagem - e hidratação.

Mas ao longo do tempo, os produtos que usamos devem ser adequados  às novas realidades. O tratamento ideal depende das necessidades de cada pessoa, mas o mais importante é a prevenção. É preciso consultar um dermatologista regularmente, prevenir-se do sol, alimentar-se bem e ingerir muito líquido.

Fique de olho nas dicas de cuidados específicos por faixa de idade e cuide-se!

A partir dos 20 anos

Nessa fase da vida, o tratamento é uma forma de prevenção para evitar flacidez e rugas. O ideal é começar o mais cedo que puder, fazendo uma limpeza profunda, hidratação, proteção solar e usar alguns antioxidantes. Levando sempre em conta o tipo de pele (oleosa, seca, mista ou normal) na hora de escolher os itens para a rotina de cuidados com a pele.

A partir dos 30 anos 

É preciso utilizar diariamente protetor solar anti-UVA e UVB, higienizar e eventualmente usar suplementos orais como a vitamina C e vitamina E. 

“Nesta fase da vida, perdemos cerca de 1% de sustentação da pele a cada ano, aumentando para um total de 30% nos anos seguintes à menopausa”, destaca a médica dermatologista Marcelle Nogueira, Assessora do Departamento de Dermatologia Geriátrica da SBD. A acne da mulher adulta é muito frequente nesta faixa etária, por isso é importante a utilização de produtos oil free, como sabonete de glicerina, esfoliantes e cremes para peles oleosas. 

Acima de 40 anos

Para quem está acima dos 40 é recomendado usar, além dos fotoprotetores e antioxidantes, agentes firmadores, antirrugas e despigmentantes, quando necessário. Isso porque ocorre perda mais intensa de colágeno e a hidratação e começa a sofrer alterações mais evidentes, então invista em um bom creme anti-idade para preencher as linhas e estimular a produção de colágeno. 

Após os 50 anos

Nessa fase as mulheres já devem passar a usar produtos que estimulam a produção de colágeno na face e, principalmente, ao redor dos olhos, pois as pálpebras já sofrem com sinais mais intensos do envelhecimento, também com produtos anti-idade. 

--

Gostou dessas dicas? Para conferir mais como essas, não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Tem algum assunto que você gostaria de ver por aqui? Fale com a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!

Confira mais

Semana Mundial da Amamentação e a importância do leite materno

Seus principais objetivos são: promover, incentivar e motivar o aleitamento materno por meio do aumento ao acesso às informações sobre o assunto.

Deixar o cabelo preso por muito tempo pode trazer problemas?

Manter os cabelos presos pode ser uma alternativa muito mais prática para evitar incômodos. Mas, o penteado tem suas desvantagens.

Nada basiquinha: o colorido veio para dominar o olhar!

Chega daquele esfumado tradicional, a moda agora é apostar em sombras coloridas e formatos diferentes para destacar e tornar seu rosto uma obra de arte.

Dores no inverno? Veja dicas para diminuí-las durante a estação

A mudança de temperatura realmente causa desconforto, tanto muscular quanto articular, ainda mais depois de uma certa idade na qual esses problemas pioram.

Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais: tudo que você precisa saber sobre a doença

Como forma de aumentar a conscientização sobre essa doença ao redor do mundo, em 2010 a Organização Mundial de Saúde (OMS) criou a data..

Os quatro meses do bebê. O que esperar?

Dando continuidade na nossa série sobre o desenvolvimento dos bebês, chegamos ao quarto mês. Confira as transformações dessa fase!

Veja Mais Postagens