4 dicas essenciais para manter a saúde íntima em dia!


Tudo que é relacionado à saúde íntima feminina ainda é cercado de tabu. Muitas mulheres sofrem em silêncio por vergonha de falar sobre o assunto. Alguns fatores podem influenciar a saúde íntima, além das variações hormonais causadas pelo ciclo menstrual ou pela menopausa, um desses fatores é o inverno. A estação contribui para o desenvolvimento de microrganismos na região.

“Ao longo do outono e do inverno, sofremos com queda da imunidade, o que nos torna mais suscetíveis a infecções bacterianas, fúngicas e até virais”, afirma a Dra. Ana Carolina Lúcio Pereira, ginecologista membro da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). 

Para ajudar a evitar problemas nesse período, a especialista listou quatro cuidados que as mulheres devem tomar. Confira:

1 - Higienização é tudo

No inverno nos sujamos e suamos menos, porém a higiene íntima é sempre indispensável. A médica destaca que o ideal é limpar a área ao menos uma vez por dia para controlar a quantidade de fungos e bactérias causadores de corrimentos, coceiras e outras doenças do trato vaginal, como candidíase e vaginose. 

“Utilize sabonetes neutros, sem cor, sem perfume e ginecologicamente testados que vão manter o pH vaginal equilibrado. Também dê preferência aos sabonetes líquidos, que não ficam expostos a bactérias que podem estar presentes no ar. Mas, tome cuidado para não higienizar o local com muita frequência, pois o hábito, quando em excesso, pode causar o ressecamento. E não se esqueça de secar bem para prevenir o crescimento de fungos”, acrescenta.

2 - Hidrate-se sempre

É comum bebermos menos líquido durante a época de baixas temperaturas, porque sentimos menos sede. No entanto, a hidratação é fundamental para o bom funcionamento do organismo, já que estimula a circulação e previne a infecção urinária. 

“Procure ingerir, no mínimo, dois litros de água diariamente para permanecer hidratada e saudável. Enquanto o clima frio não passa, uma boa dica é apostar nos chás que, além de hidratar, também ajudam a aquecer”, ensina a ginecologista.

3 - Aposte em calças mais soltas

As roupas de frio, normalmente, são mais grossas, e as calças mais abafadas. O problema é que podem prejudicar sua boa saúde íntima, já que favorecem o crescimento de fungos e bactérias, de acordo com a Dra. Ana.

“Evite usar calças muito apertadas com frequência e dê preferência aos tecidos mais leves e que permitem que o ar circule adequadamente. Se não for possível no decorrer do dia, uma boa solução é usar peças mais leves na hora de dormir. Por exemplo, pijamas largos de algodão são uma boa substituição para o moletom”, alerta a médica.

4 - Opte por calcinhas de algodão

A escolha da calcinha é essencial para garantir a sua saúde íntima, pois está em contato direto com o local. “Geralmente, opta-se pelos de tecidos sintéticos, já que tendem a ser mais baratos. Porém, esse tipo de material pode ser prejudicial para a genitália feminina, pois abafa a região, aumentando a transpiração e a umidade do local, o que, além de causar desconforto, favorece a proliferação de microrganismos responsáveis pelas infecções vaginais”, explica a Dra. Ana.

Escolha peças de algodão, tecido natural que permite que a área respire apropriadamente. Se notar algum tipo de alteração, consulte um ginecologista. Somente ele terá as ferramentas e conhecimento necessário para fazer um diagnóstico correto. 

--

Gostou dessas dicas? Para conferir mais como essas, não deixe de acompanhar nosso blog aqui na página da Droga Leste. Tem algum assunto que você gostaria de ver por aqui? Fale com a gente pelo e-mail marketing@rededrogaleste.com.br. Cuide bem, viva bem!

Confira mais

Dores no inverno? Veja dicas para diminuí-las durante a estação

A mudança de temperatura realmente causa desconforto, tanto muscular quanto articular, ainda mais depois de uma certa idade na qual esses problemas pioram.

Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais: tudo que você precisa saber sobre a doença

Como forma de aumentar a conscientização sobre essa doença ao redor do mundo, em 2010 a Organização Mundial de Saúde (OMS) criou a data..

Os quatro meses do bebê. O que esperar?

Dando continuidade na nossa série sobre o desenvolvimento dos bebês, chegamos ao quarto mês. Confira as transformações dessa fase!

Semana Mundial da Amamentação e a importância do leite materno

Seus principais objetivos são: promover, incentivar e motivar o aleitamento materno por meio do aumento ao acesso às informações sobre o assunto.

Deixar o cabelo preso por muito tempo pode trazer problemas?

Manter os cabelos presos pode ser uma alternativa muito mais prática para evitar incômodos. Mas, o penteado tem suas desvantagens.

Nada basiquinha: o colorido veio para dominar o olhar!

Chega daquele esfumado tradicional, a moda agora é apostar em sombras coloridas e formatos diferentes para destacar e tornar seu rosto uma obra de arte.

Veja Mais Postagens